Mitos de competências essenciais para quebrar no dia da mentira

Conforme você cresceu, foi ensinado que matemática, ciências e leitura eram as competências essenciais que todos deveriam saber para ter sucesso na vida. Nos negócios, não funciona bem assim. Em um contexto de negócios, as competências essenciais são definidas como as vantagens ou capacidades de uma organização que as distinguem de seus concorrentes. Essas competências devem fazer parte de uma ampla estrutura que as empresas usam para definir quem são, interna e externamente. Elas devem ser definidos de uma forma que ajude a conduzir decisões-chave internamente e construir percepções do cliente externamente.

Pense em termos de focar em novos produtos, construir sua força de trabalho, como é uma vantagem competitiva e como criar novos mercados ou existir em mercados de alto crescimento. O problema é que as empresas estão se apegando a uma mentalidade em que devem limpar seu livro de competências essenciais e começar de novo a cada ano. Eles saem e gastam milhares de reais com consultores que vêm e recitam a mesma estrutura e ideologia de todos os outros, o que sem dúvida desperta aquele momento “pulo do gato”. Esse momento se transforma em um plano de ação de um ano que acaba sendo descartado na metade do terceiro trimestre, apenas para começar novamente no próximo ano.

Mas por que?

As competências essenciais devem ser desenvolvidas de forma que mudem ao longo do tempo e contem a história de como uma empresa pega um produto e evolui com a mudança dos tempos.

Vamos mergulhar e descobrir alguns mitos sobre competências essenciais que sua empresa deve aproveitar para quebrar neste dia da mentira!

Mito # 1

Um dos maiores mitos quando se trata de competências essenciais dentro de uma organização é que se trata de uma lista de características predefinidas. Embora existam temas comuns, cada empresa tem seu próprio conjunto de valores e propósitos que decidem o que é mais importante.

Mito # 2

Outro mito que liga uma empresa e seus objetivos estratégicos é que muitas empresas acreditam que a execução atinge o alinhamento estratégico. Isso geralmente é quando uma empresa se concentra no que é realizado sem entender como isso se encaixa no quadro geral. Quando as empresas atingem a massa crítica e crescem a ponto de haver departamentos dentro dos departamentos, os valores de uma empresa se confundem com iniciativas concorrentes. Embora não seja necessariamente uma coisa ruim, é importante entender que toda a empresa está na mesma página e cada funcionário está trabalhando para alcançar as principais competências da empresa.

Mito # 3

O que nos leva ao nosso terceiro mito, a ideia de que a gestão de cima para baixo é sempre o estilo de gestão mais eficaz. Mais e mais empresas estão começando a mudar seu foco na prática de estilos de liderança de baixo para cima, que são mais para um ambiente de trabalho colaborativo. Até um passado recente, as empresas decretavam a partir da diretoria e esperavam que isso fosse realizado nos vários níveis de gestão e, finalmente, passado para a abelha operária que se concentra na execução de tarefas sobre o desenvolvimento de associações e métricas de negócios. A liderança de baixo para cima permite que aqueles que estão mais próximos da execução possam fornecer insights que podem não ser conhecidos por aqueles que estão construindo a estratégia. Não se deixe enganar por tradições de décadas de hierarquias de negócios padrão, caindo no estilo de gerenciamento de cima para baixo.

Mito # 4

Nosso último mito de que você deve quebrar nesse dia da mentira é a ideia de que sua empresa precisa ter uma longa lista de competências essenciais para ter sucesso. Não apenas uma longa lista se perderá na confusão e dividirá sua atenção, mas também confundirá quais competências essenciais devem ser – as competências alinhadas com os valores essenciais da empresa, cruciais para criar a cultura de que você precisa. Quanto menos competências, mais fácil é aplicá-las em toda a organização.

Não pense demais no processo e se concentre nas áreas em que você pode entregar o melhor valor. Ao fazer isso, você será capaz de manter uma vantagem competitiva em seu setor e alavancar seus pontos fortes em vez de seus pontos fracos.

As competências essenciais requerem uma quantidade considerável de tempo e uma série de compromissos de recursos para serem implementadas com eficácia, mas podem proporcionar sucesso na melhoria da gestão de talentos.

Assuma o controle de sua empresa e reduza o risco de más decisões de contratação com os Relatórios de Competências do Caliper Essentials.