Como (e por que) implantar um plano de cargos e salários na sua empresa

Conquistar o comprometimento dos colaboradores é um desafio cada vez maior nas empresas; e a implementação de um plano de cargos e salários é uma estratégia que pode ajudar muito na atração e retenção da equipe. Uma política de remuneração bem estruturada pode ser uma ferramenta extremamente eficaz quando falamos de gestão de pessoas, já que o objetivo é estruturar todos os assuntos relacionados aos salários, benefícios, bonificações e possibilidades de carreira.

Um plano de cargos e salários é a base para qualquer política salarial. A falta de um plano pode gerar insatisfação nos colaboradores, pois esses não sabem sob quais critérios os salários foram estabelecidos. Uma vez implantado e divulgado, os colaboradores têm uma visão clara da estrutura entre cargos e salários e possíveis oportunidades de crescimento dentro da empresa, seja vertical ou horizontal.

5 passos para a implementação de um plano de cargos e salários 

1.       Conheça os cargos existentes na empresa

O primeiro passo é conhecer os cargos que já existem dentro da empresa. Para isso, é recomendado elaborar um documento contendo as descrições de cada posto: requisitos, atribuições, responsabilidades e remuneração atual.

 2.       Reavalie os cargos mantidos e os criados

Depois que realizar os descritivos dos cargos, é preciso realizar a avaliação de cada um deles. Assim, é possível estabelecer a hierarquia existente entre eles, mostrando a possibilidade de crescimento vertical, levando em conta a responsabilidade atribuída e os requisitos necessários para cada um deles. 

3.       Saiba como está o mercado 

O terceiro passo é a obtenção de informações salariais de empresas do mesmo segmento de atuação, e ou, região geográfica, dependendo da natureza dos cargos (gestão, técnicos e administrativos ou operacionais). Com esses dados, será mais fácil definir como remunerar os funcionários, de acordo com o cargo, porte da empresa, responsabilidades, tempo de casa e concorrência.

4.       Estruturação e implementação

O quarto passo da implementação do plano de cargos e salários é a estruturação de classes de cargos e salários. As classes deixam claras as possibilidades de crescimento e movimentações para outros cargos, enquanto as faixas salariais propiciam o crescimento salarial dentro do mesmo cargo.

Após essa etapa, a empresa terá um mapa de como está a sua situação em relação aos salários praticados. Assim, será possível identificar e analisar todas as remunerações praticadas versus valor relativo de cada cargo.

5.       Defina a política salarial da empresa

A política salarial da empresa deve conter os critérios de promoção, salários de admissão e, após o período de experiência, benefícios, bônus, participação nos lucros e planejamento de carreira.

Uma vez implantado, é necessário realizar a manutenção do plano de cargos e saláriosperiodicamente. Sempre que houver uma modificação nas atividades, é necessário atualizar as descrições do cargo, avaliá-lo e classificá-lo novamente de acordo com a estrutura que foi definida. Além disso anualmente deve ser feita nova pesquisa salarial no mercado para atualizar as faixas salariais da empresa.

Conheça os serviços de Consultoria da Caliper e saiba a melhor maneira de tomar decisões relacionadas à gestão de pessoas.