Autoconsciência no Local de Trabalho: O que é e como desenvolvê-la

Compartilhar

Ninguém nasce com autoconsciência. É uma habilidade que precisa ser aprendida, refinada e fortalecida com o tempo. Para ter sucesso em sua função e melhorar seu conjunto de habilidades e suas carreiras profissionalmente, os colaboradores precisam se dedicar ativamente para refinar sua autoconsciência. Isso beneficia tanto o empregador quanto os funcionários, pois sua força de trabalho estará mais sintonizada com as necessidades deles, mais empática para com os outros e mais preparada no caso de futuras interrupções. Para criar uma cultura que realmente abrace e incentive a autoconsciência, você precisará ter uma compreensão clara dos vários níveis, tipos e abordagens para se tornar autoconsciente.

O que é autoconsciência?

O popular autor de best-sellers do New York Times, Mark Manson, descreve a autoconsciência como a nossa capacidade de nos basearmos na realidade. Com a capacidade de gerenciar nossos pensamentos, impulsos e sentimentos, a autoconsciência no local de trabalho ajuda não apenas nas interações e relacionamentos interpessoais, mas também na autogovernança e na responsabilidade. Com tantas organizações continuando a trabalhar remotamente ou em uma capacidade híbrida, a capacidade de gerenciar as próprias emoções e carga de trabalho é crucial para o sucesso.

Quando você domina a autoconsciência, é capaz de criar um estado mental saudável e produtivo para que possa concentrar seus pensamentos e atenção. Indivíduos altamente autoconscientes são capazes de voltar o foco e as críticas para si mesmos, observando seu estado emocional e mental atual. Pessoas que são verdadeiramente autoconscientes separam suas decisões de suas emoções; eles controlam e gerenciam seus pensamentos, ao invés de serem controlados por seus pensamentos e emoções.

Você sabia? Apenas 10-15% das pessoas têm consciência de si mesmas. Porém, a porcentagem daqueles que pensam que têm autoconsciência é muito maior.

O apelo para ser autoconsciente

No local de trabalho, a autoconsciência é algo que todos os colaboradores devem se esforçar para desenvolver. Permitindo que os indivíduos tenham controle sobre suas próprias ações e emoções, um colaborador altamente autoconsciente é aquele que enfrenta os desafios com calma e reage de maneira calma e profissional. Esse é um aspecto crítico quando se trata de nosso estado atual de negócios, já que muitos setores e empresas continuam enfrentando interrupções incomumente prolongadas.

Existem muitos benefícios em ter a capacidade de regular e controlar suas emoções. Indivíduos autoconscientes podem reformular situações e vê-las de forma positiva, em vez de negativa. É importante lembrar que, muitas vezes, não podemos controlar fatores externos em nossas vidas. Mas, precisamos ser capazes de controlar a maneira como reagimos às situações que surgem.

Além disso, pessoas autoconscientes são capazes de reconhecer e identificar questões subjacentes em seus processos mentais e de trabalho. Indivíduos com alto nível de autoconsciência estão sempre se esforçando para melhorar seu trabalho. Eles procuram obstáculos em seus processos e trabalham para melhorar e corrigir quaisquer problemas potenciais. Essas medidas corretivas ajudarão sua equipe a se tornar mais autossuficiente, produtiva e engajada com a equipe e o trabalho.

Você sabia? Pessoas com altos níveis de autoconsciência são 32% mais felizes do que aquelas que não o fazem.

Os dois tipos de autoconsciência

Quando se trata de autoconsciência, há duas categorias diferentes com as quais você precisa estar atento. Compreender as diferenças entre essas categorias o ajudará a identificar qual aspecto você precisa desenvolver mais. Cada indivíduo é único em sua jornada de autoconsciência, portanto, destacar seus pontos fortes e áreas problemáticas o ajudará a avançar em seu crescimento.

A autoconsciência pública é a primeira das duas categorias. Esse tipo de autoconsciência está centrada em controlar sua aparência externa e gerenciar a maneira como os outros o percebem. Freqüentemente, essa forma de autoconsciência envolve regular suas ações e emoções para se ater às normas sociais ou ao “status quo”. Pare um momento e imagine que você está falando em um evento na frente de um grande grupo de pessoas. Como você se sente em pé na frente da multidão? Que ações você realiza para gerenciar suas emoções e reações a este evento? A maneira como você lida e se apresenta externamente está ligada ao seu conjunto de habilidades de autoconsciência pública.

A outra forma de autoconsciência é o tipo privada e interna. Como você se percebe e regula suas emoções pode ser tão importante quanto gerenciar as expectativas e percepções dos outros sobre você. Em sua essência, a autoconsciência privada lida com a capacidade de compreender a si mesmo. Freqüentemente, as pessoas descobrirão que são mais adequadas para uma forma de autoconsciência do que para outra. Ao identificar em quais aspectos você se destaca, você pode refinar ainda mais seu plano de crescimento.

Os níveis de autoconsciência

Autoconsciência é mais do que apenas compreender o que está ao seu redor. Existem vários níveis de consciência, cada um dos quais pode ajudá-lo a compreender melhor o seu estado atual. Abaixo, detalhamos esses níveis para que você possa visualizar melhor o processo.

O que você está fazendo? 

Este é o nível inicial de autoconsciência e também o mais básico. Este nível abrange a compreensão de sua situação atual e ações ao seu redor. Em qualquer dia, certamente haverá distrações e desafios que você precisa superar. Entender o que eles são pode ajudá-lo a se concentrar nas tarefas em questão.

O que você está sentindo? 

O próximo nível de autoconsciência lida mais com suas emoções e reações às coisas ao seu redor. Depois de determinar no que você está focado, concentre seus pensamentos em como você se sente sobre o que está fazendo e experimentando.

Onde estão seus pontos cegos? 

O nível final de autoconsciência requer uma forte habilidade de reflexão. Este nível pede que você observe profundamente a si mesmo e sua situação e reconheça as áreas que estão faltando. Todo mundo tem pontos cegos e pontos fracos, mas a chave é identificar esses pontos e reformulá-los em uma mentalidade de crescimento. Pense neste nível como sua chance de superar suas fraquezas e transformá-las em pontos fortes.

Escalar os níveis de autoconsciência é muito benéfico para todos. Ele permite que os indivíduos se concentrem no que é importante, analisem seus sentimentos em relação a isso e descubram o que eles podem não ser capazes de ver à primeira vista.

Por que a autoconsciência é importante no trabalho?

Seu local de trabalho deve se esforçar para contratar e desenvolver pessoas autoconscientes. Quando sua força de trabalho se destaca na identificação, gerenciamento e expressão produtiva de seus pensamentos e emoções, você verá melhorias significativas em suas funções de negócios. Alguns benefícios de incentivar os funcionários a se tornarem autoconscientes incluem:

  • Lidar com conflitos de forma produtiva: Na vida, as coisas acontecem! Como você reage a essas mudanças e turbulências é fundamental. Manter-se positivo e profissional diante das adversidades é crucial para manter o bom funcionamento de sua organização.
  • Compreender suas emoções mais profundamente: A jornada em direção à autoconsciência o ajuda a identificar e gerenciar melhor suas emoções. No local de trabalho, isso é crucial, pois pode afetar sua capacidade de se comunicar com outras pessoas e colaborar de forma produtiva.
  • Aumentar sua autoestima: a autoconsciência pode realmente aumentar sua autoestima. Conforme você avança nos níveis de autoconsciência, provavelmente se sentirá mais realizado e confiante. Colaboradores com melhor autoestima têm maior probabilidade de ter um bom desempenho em suas funções.
  • Aumentar a empatia e a inclusão: colaboradores autoconscientes têm mais facilidade de empatia com pessoas de origens diferentes. No local de trabalho, isso gera níveis mais altos de inclusão e diversidade de pensamento.
  • Tomada de decisão mais forte: em um ambiente de negócios, as decisões são feitas constantemente. A autoconsciência é uma ferramenta valiosa, pois ajuda a regular seus pensamentos e emoções para tomar decisões claras e firmes.

Praticando a autoconsciência

A autoconsciência é uma habilidade que requer tempo, energia e prática para ser excelente. Ao praticar as técnicas e trabalhar conscientemente para melhorar, você pode aumentar seu conjunto de habilidades e se tornar um exemplo para os outros. Algumas dicas para praticar a autoconsciência incluem:

  • Praticar a atenção plena: A cada dia, passe algum tempo conectando-se consigo mesmo e refletindo sobre si mesmo. O que aconteceu ao longo do dia? Como você se sentiu com isso? O que você poderia ter feito melhor? Crie o espaço e o tempo para se fazer essas perguntas antes de terminar o dia.
  • Escrever: O registro em um diário pode ser uma saída positiva para muitas pessoas. Ele permite que você processe seus pensamentos e emoções anotando-os. Essa é uma ótima maneira de expressar suas frustrações, sentimentos ou irritações de maneira saudável e produtiva.
  • Verificar sua comunicação: a comunicação é muito mais do que apenas falar com alguém. É importante que você pratique captar as pistas verbais e não-verbais. Veja a linguagem corporal das pessoas. Qual é a postura deles? Como são suas expressões faciais? A comunicação não-verbal pode muitas vezes ser mais reveladora do que as dicas verbais. Em resumo, você precisa garantir que está criando um espaço seguro onde as pessoas se sintam confortáveis ​​para expressar seus pensamentos e emoções.
  • Ponha-se no lugar do outro: às vezes, esquecemos de dar um passo para trás e olhar para as situações de uma perspectiva externa. Isso pode criar uma visão limitada de nossas situações. Combata isso desafiando-se a ver as coisas do ponto de vista de outra pessoa. Você pode fazer isso pedindo feedback das pessoas ao seu redor ou reservando um tempo para se colocar no lugar dos outros.
  • Questione tudo: Você deve perguntar “por que” para tudo. Seja o mais curioso que puder e absorva o conhecimento dos outros. Esta é uma oportunidade para você crescer como pessoa e se tornar mais autoconsciente.

Seja paciente consigo mesmo e lembre-se de que obter autoconsciência leva tempo e energia. Com a prática contínua, você pode desenvolver suas habilidades e se tornar mais autoconsciente do que o cerca, das emoções e dos pontos fortes pessoais.

Como mencionado anteriormente, ninguém nasce excepcionalmente autoconsciente. É uma habilidade e, como qualquer outra habilidade, precisa ser refinada e fortalecida com o tempo. Os empregadores se beneficiariam com a oferta de suporte e ferramentas para desenvolver a autoconsciência de seus colaboradores. Não apenas suas equipes ficarão mais sintonizadas com suas necessidades, mas também se encontrarão mais bem equipadas para lidar com interrupções no futuro.

A autoconsciência é um elemento chave em seu processo de desenvolvimento individual. Com acesso aos recursos e ferramentas certos, você pode crescer pessoal e profissionalmente. Para saber mais sobre como você pode melhorar por meio da autoexploração e do crescimento, dê uma olhada em nosso Guia de Desenvolvimento Individual. Nossa equipe de especialistas está pronta para ajudá-lo a levar seu desenvolvimento para o próximo nível!

Sobre a Caliper

A Caliper Estratégias Humanas é uma empresa americana com sede em Princeton, New Jersey, que há mais de 55 anos avalia o potencial de colaboradores e orienta quanto à contratação, gestão e desenvolvimento de equipes das mais diversas empresas em todo o mundo.

Posts Recentes

Categorias

Facebook Caliper