fbpx

Categorias

Premiar um funcionário é uma atitude motivadora?

Compartilhar
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Sim, será motivadora quando a empresa entender as necessidades do funcionário naquele momento. Nem sempre a premiação, seja financeira ou não, será um motivador.

Para melhor compreensão dessa afirmação, voltemos ao significado da palavra motivação, segundo o dicionário Aurélio:

Motivação: 1. Ato ou efeito de motivar. 2. Exposição de motivos e causas. 3. V. móbil (2). 4. Conjunto de fatores psicológicos (conscientes e inconscientes) de ordem fisiológica, intelectual ou afetiva, os quais agem entre si e determinam a conduta de um indivíduo.

Concluímos, então, que a motivação é a busca da satisfação de necessidades. É individual e também situacional. Essas necessidades ora serão de ordem fisiológica, ora determinadas por outros motivos que dependerão do momento/ situação vivida ou enfrentada.

Conseguir unir a satisfação individual aos objetivos da equipe, juntamente com os da organização, e aumentar a produtividade, tem sido uma busca permanente das empresas, gerentes e líderes.

Assim que uma empresa decide motivar seus funcionários, perceberá que cada um reagirá de maneira diferente. Dessa maneira, é preciso entender as necessidades, grau de interesse e desejos de cada colaborador, pois, muitas vezes, suas necessidades não estarão de acordo com as necessidades do restante do grupo.

Visto dessa forma, parece difícil motivar “Gregos e Troianos” e isso acontece porque queremos fazer uso de “receitas prontas”. Porém, se a motivação é individual, torna-se realmente difícil utilizar uma única receita para motivar todo um grupo.

Apesar de parecer mais simples aplicar “fórmulas” de sucesso como meios de motivação, nem sempre os resultados esperados serão atingidos e a empresa terá gasto tempo, dinheiro e esforços, sem alcançar os objetivos pretendidos.

É preciso esclarecer que a motivação é um fator interno e não externo. Não é possível criar um motivador, ou ele faz parte das suas necessidades ou não será um motivador. As necessidades transitam dentro de alguns níveis de satisfação e uma necessidade, uma vez satisfeita, não é mais um motivador.

Pensem a respeito:

Individualmente: procure reconhecer quais são suas reais necessidades, identificando aquilo que o motiva e encontrando a satisfação na realização das suas atividades.

Para a empresa: observe as necessidades e os interesses de seus colaboradores, para só então definir qual é a melhor “tática” a ser utilizada para mantê-los motivados. A partir do momento que se identifica as necessidades de sua equipe/funcionários será perfeitamente possível motivar “Gregos e Troianos”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Comentários

Sobre a Caliper

A Caliper Estratégias Humanas é uma empresa americana com sede em Princeton, New Jersey, que há mais de 55 anos avalia o potencial de colaboradores e orienta quanto à contratação, gestão e desenvolvimento de equipes das mais diversas empresas em todo o mundo.

Posts Recentes

Categorias

Facebook Caliper

Shopping Basket