A empresa vai aplicar o Feedback 360º. E agora?

Voltar para a listagem
Publicado em: 01/08/2013 09:29:00

Imagine uma empresa em ascensão no mercado cujos lucros estejam aumentando consideravelmente mês a mês. Todos os funcionários estão satisfeitos, os diretores e demais líderes da empresa também e refletem isso dentro do ambiente de trabalho. Todos demonstram estar muito felizes com o atual cenário e tranquilos porque acreditam estar desempenhando ótimo trabalho, pois este gera resultados.

Tudo está calmo quando, repentinamente, num dia qualquer, o Diretor de Recursos Humanos da empresa convoca todos os outros diretores para uma reunião e comunica estar implantando um Programa de Avaliação de Desempenho na organização e que, para isso, será aplicada a todas as lideranças a ferramenta de Feedback 360º, que considera as opiniões e visões de todos os que trabalham diretamente com eles.

Pronto, o circo está armado! A primeira pergunta que todos fazem internamente é: por que é preciso fazer uma avaliação a essa altura do campeonato, uma vez que os resultados da empresa já demonstram o bom desempenho de todos? O burburinho que não havia no ambiente empresarial ganha força. Os profissionais acreditam e podem apostar que perderão o emprego e tudo se torna motivo de desconfiança. As equipes lideradas pelos futuros avaliados não são mais as mesmas, vivem sob tensão porque pensam que os próximos serão eles. Os líderes temem pelas opiniões dos colaboradores, dos pares, dos clientes e até por uma possível retaliação decorrente de decisões do passado. Enfim... a empresa começa a desmoronar e os resultados positivos, em meio ao caos, começam a despencar no mercado. O medo definitivamente se instalou na empresa!

Enfim, será que o problema estaria na Avaliação de Desempenho? Será que esta seria uma ação negativa para qualquer empresa? Para as duas perguntas, com toda certeza, a resposta é não. Há vários pontos a serem considerados no exemplo citado para que a ideia de uma possível avaliação desse tipo fosse interpretada negativamente por seus colaboradores.

A primeira observação a ser feita sobre os acontecimentos narrados é a falta de tato na comunicação da empresa sobre a Avaliação de Desempenho. A primeira coisa que uma organização deve criar para implantar uma avaliação desse tipo é um clima positivo em relação a ela, gerando preparo e cultura de todos os colaboradores para absorverem os benefícios deste processo. Toda empresa deve considerar a ação conveniente e muito proveitosa e, principalmente, transmitir isso a seus funcionários, mostrando que o Feedback 360º é uma poderosa ferramenta para sua própria autodescoberta e autodesenvolvimento.

É preciso mostrar como funciona a Avaliação de Desempenho. Existem no mercado várias modalidades desta ferramenta, a mais positiva é aquela que avalia o potencial do profissional, além de sua performance na visão de outros profissionais que atuam com ele. Conhecendo o potencial de seu profissional, a organização consegue visualizar tudo o que ele pode alcançar em sua atuação e ao obter a opinião de outras pessoas, consegue enxergar onde ele está em relação ao que pode alcançar, ou seja, visualiza sua atual performance. De posse das duas informações, a organização consegue saber o quanto seus profissionais ainda devem se desenvolver para chegarem a atingir o ápice de toda sua potencialidade e consegue identificar as melhores ações de desenvolvimento para promover isso. Ou seja, não há nada negativo para a empresa nem para seus colaboradores em realizar uma Avaliação de Desempenho. Pelo contrário, configura-se como uma oportunidade de crescimento do profissional e da empresa. Afinal, que colaborador não quer crescer profissionalmente e, ainda mais, com o apoio da empresa onde trabalha?

Muitos colaboradores questionariam: de que forma uma empresa, que está em excelente fase, acredita que essa avaliação pode ajudar ainda mais? Claro, estar crescendo é um ótimo indicador de que as estratégias estão dando certo hoje, mas não garante que elas serão produtivas no futuro. E mais: colaboradores que demonstram alta performance é algo extremamente positivo para as empresas, mas se descobrem que podem alcançar desempenho ainda maior, isto se torna um fator poderoso para eles mesmos e para a organização.

Com a Avaliação de Desempenho a empresa pode preparar-se para o futuro. É como se ela estivesse plantando uma semente de desenvolvimento hoje para colher os frutos dos resultados mais tarde, quando estará preparada para os novos desafios do mercado. Entretanto, é bom reforçar que para a implantação do 360 nas empresas, há que se ter maturidade os profissionais devem estar abertos a esse tipo de feedback. Mas se a empresa nunca realizou a Avaliação de Desempenho e não tem cultura de promover feedbacks, talvez o ideal seja não começar com a Avaliação de Desempenho, mas escolher outro tipo de ação como a Avaliação de Potencial, que pode ser um bom começo para o desenvolvimento de seus colaboradores.

O importante é investir no desenvolvimento!

Voltar para a listagem