Minnie, a líder!

Voltar para a listagem
Publicado em: 22/05/2015 06:13:00

Quem convive ou já conviveu com crianças sabe do poder de repetição sem fim de desenhos, histórias e músicas preferidas. E quem convive recentemente, tem uma relação de amor e ódio com a Galinha Pintadinha, Peppa Pig e derivados. A boa notícia é que são ondas que vem, repetem, repetem, repetem, repetem (...) e vão.

A minha menina está quase completando o seu terceiro ano e agora está em uma onda de "A loja de laços da Minnie"! O Youtube me disponibiliza apenas 6 episódios em um total de 18 minutos que são repetidos incessantemente toda vez que a Minnie fala que "não há nada como trabalhar com laçarotes". Tenho que confessar que por enquanto, tive a sorte de não assistir nenhum episódio inteiro, mas eu escuto todos eles e não tem como não pensar em quais lições a Minnie está passando para minha filha, afinal ela é uma empreendedora, com sua loja, seus colaboradores, clientes e problemas e que ama o que faz.

A Minnie ensina que de todo problema você pode tirar uma lição, que todos da equipe sempre têm algo a colaborar, que algumas ideias inovadoras podem parecer estranhas em um primeiro momento mas depois podem se tornar eficientes e que mantendo a calma, ouvindo todos e, às vezes, tomando atitudes inusitadas, os bons líderes conseguem percorrer uma estrada de sucesso.

Se a minha filha estiver assimilando isso, a Minnie pode continuar se repetindo. O mundo ainda está carente de bons líderes. Aliás, não só de bons líderes, o mundo está carente de quem entenda o poder dessa função, seja no papel de liderança ou de liderado.

Quando falamos em características natas de liderança, são essas da Minnie. Aquelas que para nós é tão comum e faz tanto sentido que não haveria outra razão para não agir que não fosse delegando tarefas, dando créditos e confiança aos membros da sua equipe, distribuindo os louros, incentivando o crescimento e até revelando novos talentos (a Minnie deixa as sobrinhas dela testarem sua criatividade para a elaboração de laços diferentes).

E nós, a que lições estamos nos expondo e, não só isso, estamos dispostos a absorvê-las? E a equipe? E o seu chefe? A Minnie mesmo já revelou que podemos aprender muito com os nossos problemas (a vida já tinha me feito ver isso de forma mais dolorosa), então como os problemas da sua equipe estão sendo tratados para serem resolvidos e, enfim, virarem uma história de superação?

Pense em tudo isso e lembre-se que liderar é INSPIRAR e amar o que faz. Afinal não há nada como trabalhar com laçarotes.

UPDATE: Eu já tinha postado o artigo e a minha filha acabou de demonstrar que está SIM assimilando as lições. Agradeci a ela a ajuda para organização do seu quarto e disse que nós montamos uma boa equipe, ela completou: "Igual a Dora!". Ficam aí duas sugestões de bons desenhos para a criançada! =)

Por Tatiana Reis, Coordenadora de Novos Negócios & Marketing da Caliper.

Voltar para a listagem