Mudança! Mudança! Mudança!

Voltar para a listagem
Publicado em: 09/02/2015 09:44:00

Estou mudando de casa e minha filha de 2 anos está tão empolgada com a ideia e as novas aventuras que viverá na casa nova que ela passa o dia pulando pelo sofá gritando "Mudança! Mudança! Mudança!". E agora eu me pergunto, como uma recente ex-bb-b (ex bebê bonita) percebe que vai ocorrer algo positivo com essa mudança e nós, macacos velhos, somos insistentemente resistentes?

Primeiro, eu vou ignorar o fato de que crianças são, ou deviam, ser seres movidos por instintos, porque se fosse assim, ela seria resistente às tais mudanças. Vou me apegar ao fato de que crianças são seres esperançosos, seus olhos, ainda não cansados, enxergam com mais clareza todas as luzes no fim do túnel (os olhos dos adultos, às vezes, só veem uma e olhe lá...) e sabem que toda mudança sempre traz algo de bom.

E se esse algo de bom pode ser uma mudança de casa, que é o meu caso, por que não pode ser uma mudança de carreira? (Sinceramente? Acho que uma mudança de carreira é ainda melhor do que uma de casa!)

(Mais sincero ainda?) Se você está lendo os mesmos jornais que eu, verá que o mundo pede mudança. Não é só aquela manifestação de "não é pelos 20 centavos", é mais que isso, é a nossa lição de casa. É a mudança que nos faz correr atrás dos nossos sonhos, que nos faz olhar lá dentro do nosso coração para procurar o "quentinho". O José Geraldo Recchia, Diretor Presidente da Caliper, sempre me exemplifica em nossas conversas que os nossos motivadores tornam-se claros para nós mesmos quando sentimos um quentinho no peito ao realizar determinada tarefa. Perceba no seu dia-a-dia como está esse quentinho? Está te aquecendo? Tá morninho? Esfriou?

Corra atrás!

Se autoanalise e descubra o que te esquenta e te excita. Esteja disposto e busque ajuda, Avaliações de Potencial e Coaching são ótimas ferramentas para esse processo. Retome o rumo em busca da felicidade que te aqueça, relembre da pergunta "o que você quer ser quando crescer?", vá atrás da sua criança e seja como a minha, pulando pelo sofá e gritando "Mudança! Mudança! Mudança!".

* Tatiana Reis é Coordenadora de Novos Negócio & Marketing da Caliper Brasil (e mãe da Lara de 2 anos e 7 meses).

Voltar para a listagem